Oração pelos Seminaristas

 

Senhor Jesus, Bom Pastor,
que em obediência ao Pai
dais a vida pelas ovelhas,
concedei-nos as vocações sacerdotais
de que a Igreja e o mundo tanto necessitam.
Fazei que as nossas famílias e comunidades
sejam campo fértil, onde possam germinar.
Abençoai o trabalho apostólico
dos sacerdotes, catequistas e educadores
para que acompanhem a vocação sacerdotal
daqueles que escolheis.
Dai aos jovens seminaristas
a coragem de Vos seguir
e o dom de configurarem
o seu coração com o Vosso.
E que Santa Maria, Vossa Mãe,
Rainha dos Apóstolos,
os guie e proteja, até chegarem a ser
pastores consagrados a Deus e ao seu Povo.
Amém.

Nossa Senhora das Divinas Vocações.jpg

SEMINÁRIO ARQUIDIOCESANO DE FILOSOFIA INICIA ATIVIDADES FORMATIVAS DO ANO 2017

filosofia 2017 1.jpg

filosofia 2017.jpg

No dia 07 de fevereiro com uma celebração de Ação de Graças, presidida pelo Arcebispo Dom Luís Pepeu, teve início o ano de formação do Seminário Maior de Filosofia Nossa Senhora das Vitórias em Vitória da Conquista. Concelebraram, além do Reitor Pe. Irineu, o Reitor do Propedêutico Pe. Frenilson e Pe. Paulo César, responsável da formação na Diocese de Jequié. Participaram da celebração o Diác. Permanente Luciano, seminaristas da Filosofia e do Propedêutico, alguns familiares e amigos do Seminário. Na ocasião foram apresentados os novos seminaristas do 1º ano de Filosofia: 4 da Diocese de Jequié, 2 da Diocese de Livramento e 2 da Diocese de Bom Jesus da Lapa. A comunidade é composta também por outros 6 seminaristas da Arquidiocese de Vitória da Conquista cursando o 2º e 3º ano de Filosofia.

Nosso Papa Francisco diz que: “As vocações nascem na oração e da oração. E só na oração podem perseverar e dar frutos.” Rezemos pela perseverança e fidelidade de todos os vocacionados!

16508038_1236339126456769_9210063138628342581_n.jpg

DOM LUíS PEPEU CELEBRA MISSA DE ABERTURA DO ANO PROPEDÊUTICO 2017 EM ITAPETINGA

propedeutico.jpg

propedeutico 2.jpg

Aconteceu no dia 06 de fevereiro a celebração de posse do novo Reitor do Seminário Propedêutico Bom Pastor em Itapetinga-BA. O padre  Frenilson da Conceição Brito acompanhará  4 jovens em seu processo de discernimento vocacional.  A Santa Missa foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano Dom Luís Pepeu, e concelebrada por Dom Rubival Cabral, Bispo Eleito de Grajaú no Maranhão, e alguns Padres da Arquidiocese.

Conforme o documento Pastores Dabo Vobis, esse período, denominado propedêutico é  um“tempo de preparação humana, cristã, intelectual e espiritual para os candidatos ao seminário maior”, organizado como uma instituição autônoma, distinta e articulada com as outras etapas da formação, levando em consideração as seguintes indicações: residência ou local próprio, com programação específica; não inferior a um ano; após o nível médio; com uma equipe responsável, valorizando a presença de leigos, homens e mulheres.

 

De acordo com as orientações do documento 93 e à luz da realidade diocesana, bem como do perfil dos jovens vocacionados, o ingresso na casa de formação propedêutica é precedido por um processo de discernimento vocacional que leva em conta as reais motivações dos vocacionados, sobretudo através dos encontros vocacionais, com periodicidade mensal, ao longo de um ano; visita aos seus familiares; encontros e eventos eclesiais; jornadas vocacionais.

Esse processo permite um conhecimento mais intenso da pessoa do vocacionado a partir de sua realidade familiar, eclesial, cultural, social e econômica. Se trata do primeiro ano do tempo de formação para o Sacerdócio. É um ano introdutório, não deixando de ser um ano de discernimento também, para a entrada definitiva no Seminário Maior para a Filosofia . De forma resumida, é um ano em que se começa a entrar em ritmo da vida acadêmica, da vida de oração, da vida comunitária e fraterna e do amadurecimento humano-afetivo que se terá de forma mais intensa no Seminário Maior e, por fim, na vida de sacerdote.

Rezemos para que Jesus, Bom Pastor ilumine a caminhada vocacional  de Fábio, Rafael ( Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz- Conquista) Vitor (Paróquia São Miguel Arcanjo- Conquista) e Dieison (Paróquia São João Batista- Anajé).

propedeutico 1e-mail.jpg

propedeutico 3 e-mail.jpg

Papa: levar às comunidades cristãs uma nova cultura vocacional

afp6122600_articolo

Cidade do Vaticano (RV)

O Papa Francisco recebeu, nesta quinta-feira (05/01), na Sala Paulo VI, no Vaticano, cerca de oitocentos participantes do encontro nacional promovido pela Pastoral Vocacional da Conferência Episcopal Italiana (CEI) sobre o tema “Levanta-te, vá e não tenhas medo”.
O Pontífice entregou o discurso preparado e falou espontaneamente, convidando os jovens a não terem medo de se levantar e aceitar o convite de Jesus que diz: Segui-me.
Francisco convidou os sacerdotes, consagrados e religiosas a abrirem as portas de seus institutos aos jovens. “As portas se abrem com a oração, a boa vontade e o risco. Arriscar-se com os jovens”, disse o Santo Padre.
“Jesus nos disse que o primeiro método para obter vocações é a oração, e nem todos são convencidos disso. Rezar pelas vocações. Com as portas fechadas ninguém pode entrar para encontrar o Senhor. É preciso abrir as portas para que eles possam entrar nas igrejas. Os bispos devem procurar uma maneira de acompanhar a oração da comunidade”, sublinhou Francisco.
O Papa chamou a atenção para o anúncio do Evangelho. Falou também sobre a importância do acolhimento. “Para ter vocações é preciso acolher os jovens.”
“Se queremos vocações devemos abrir as portas, rezar e nos sentar para ouvir os jovens. Fazer o apostolado do ouvido. Ter paciência, ouvir, fazer com que se sintam em casa, acolhidos. Muitas vezes eles fazem molecagem: Graças a Deus! Porque não são velhos. É importante perder tempo com os jovens.”
Segundo Francisco, o testemunho é outro elemento importante para a Pastoral Vocacional. “É verdade que o jovem sente o chamado do Senhor, mas o chamado é concreto, e na maioria das vezes é: Quero me tornar como ele ou ela. Existem testemunhos que atraem os jovens. Os testemunhos dos bons sacerdotes e das boas religiosas.”

A seguir, o resumo do discurso entregue pelo Papa aos participantes do encontro.
No discurso entregue aos participantes, o pontífice se congratula pela realização desse encontro anual “onde se partilha a alegria da fraternidade e a beleza de várias vocações”.
No texto, Francisco recorda a Assembleia sinodal de 2018 sobre o tema ‘Jovens, fé e discernimento vocacional’. “O sim total e generoso de uma vida que se doa é semelhante a uma fonte de água, escondida por muito tempo nas profundezas da terra, que espera para jorrar e escorrer num fluxo de pureza e frescor. Os jovens hoje precisam de uma fonte de água fresca para saciar a sede e prosseguir o seu caminho de descoberta. Os jovens têm o desejo de uma grande vida. O encontro com Cristo, o deixar-se atrair e guiar pelo seu amor amplia o horizonte da existência e doa uma esperança sólida que não decepciona”.
Segundo o Papa, o serviço de anúncio e acompanhamento vocacional “requer paixão e gratuidade”. “A paixão do envolvimento pessoal, do saber cuidar das vidas que lhes são entregues como um baú que possui um tesouro precioso a ser preservado. A gratuidade de um serviço e ministério na Igreja que exige respeito por aqueles que são seus companheiros de caminhada. É o compromisso de buscar sua felicidade, e isso vai além de suas preferências e expectativas.”
Confiança e esperança
Francisco cita as palavras do Papa Bento XVI: “Sejam semeadores de confiança e esperança. É profundo o sentido de confusão em que muitas vezes vive a juventude contemporânea. Não raro, as palavras humanas são desprovidas de futuro e de perspectiva, despojadas também de sentido e de sabedoria. […] E no entanto, esta pode ser a hora de Deus”.
“Para ser críveis e entrar em sintonia com os jovens é preciso privilegiar o caminho da escuta, do saber perder tempo em acolher as suas perguntas e seus desejos.”
“A prioridade do anúncio vocacional não é a eficiência do que fazemos, mas atenção privilegiada à vigilância e ao discernimento. É ter um olhar capaz de ver o lado positivo nos eventos humanos e espirituais que encontramos”, sublinha o Francisco.
Cultura vocacional
Segundo o Papa, “hoje é necessária uma Pastoral Vocacional de horizontes amplos e com o espírito de comunhão, capaz de ler com coragem a realidade assim como ela é, com suas fadigas e resistências, reconhecendo os sinais de generosidade e beleza do coração humano. É preciso levar novamente para dentro das comunidades cristãs uma nova cultura vocacional”.
“Não se cansem de repetir: ‘eu sou uma missão’ e não simplesmente ‘tenho uma missão’. Estar em estado permanente de missão requer coragem, audácia, criatividade e desejo de ir além.”
“Sintamo-nos impelidos pelo Espírito Santo a encontrar, com coragem, novos caminhos de anúncio do Evangelho da vocação, para ser homens e mulheres que, como sentinelas, sabem capturar os raios de luz de um novo amanhecer, numa experiência renovada de fé e paixão pela Igreja e pelo Reino de Deus.”
(MJ)

Fonte:http://br.radiovaticana.va/news/2017/01/05/papa_levar_para_as_comunidades_crist%C3%A3s_uma_nova_cultura_voc/1283743

Orações Pelas novas ordenações em nossa Arquidiocese

“Peço-lhes intensificar as orações pelas novas ordenações em nossa Arquidiocese. Há, exatamente três anos da última ordenação. É um momento feliz para todos nós, podermos retomar o ritmo de novas ordenações para nossa Igreja Particular! A celebração está confirmada para as 17:00 horas de sábado, dia 27/08/2016. Lá, nos encontraremos todos, se Deus Quiser! O mês vocacional será coroado com este momento forte de nossa Igreja.”

Dom Luís Gonzaga Silva Pepeu, OFMCap

Arcebispo de Vitória da Conquista

IMG-20160825-WA0002

DIA NACIONAL DO CATEQUISTA

MENSAGEM DO ARCEBISPO DOM LUÍS PEPEU

AOS CATEQUISTAS E SERVIDORES DAS COMUNIDADES

DA ARQUIDIOCESE DE VITÓRIA DA CONQUISTA

POR OCASIÃO DO DIA NACIONAL DO CATEQUISTA

28 de agosto de 2016

 

 

Queridos(as)catequistas,minha saudação de Paz e Bem!

 

O mês de agosto, conforme costume da Igreja no Brasil, é dedicado à oração, reflexão e ação nas comunidades sobre o tema das vocações. Na primeira semana do mês, celebramos a vocação para o ministério ordenado: diáconos, padres e bispos; na segunda semana rezamos pela vocação para a família, com atenção especial aos pais;na terceira semana deste mês vocacional rezamos pela vocação para a vida consagrada, com atenção especial aos religiosos, religiosas e consagrados seculares; e nesta quarta semana de agosto refletimos e rezamos pela vocação dos ministros e servidores da comunidade, com atenção especial aos catequistas neste dia 28 de agosto. Por isso, a vocêsos meus parabéns e gratidão por seu testemunho e dedicação na Igreja. Em meu programa dominical, às 7:30h da manhã, pela Rádio Canção Nova, no programa “A Voz do Pastor”, estarei prestando a vocês a minha homenagem por este dia.

 

Lembremos que o catequista é chamado a ter uma espiritualidade profunda de adesão a Jesus Cristo e à Igreja. Deve testemunhar por sua vida, seu compromisso com Cristo, com a Igreja e com sua comunidade. Deve ser uma pessoa de oração e alimentar sua vida com a Palavra de Deus. Deve ser, portanto, uma pessoa integrada em sua comunidade. A catequese, hoje, deve ser comunitária. Assim, o catequista exerce um verdadeiro ministério, isto é, um SERVIÇO. E como nos diz o documento “CatechesiTradendae” (A Catequese Hoje), a “atividade catequética é uma tarefa verdadeiramente primordial na missão da Igreja”.

 

O catequista, em sua missão, não age sozinho, mas em comunhão com a Igreja, com o grupo de catequistas. O grupo de catequistas expressa o caráter comunitário da tarefa catequética. É com o grupo que ele revê suas ações, planeja, aprofunda os conteúdos, reza e reflete. O catequista é aquele que transmite o tesouro da fé católica e apostólica, e introduz o catequizando nos mistérios de nossa fé. Ninguém nasce catequista. Aqueles que são chamados a esse serviço tornam-se bons catequistas através da prática, da reflexão, da formação adequada, da conscientização de sua importância como educadores da fé.Por isso, parabéns a todos vocês catequistas!

 

Nunca desanimemcaríssimos catequistas! A sua missão é muito importante para a evangelização e para a Igreja. Mesmo que vocês, nesta árdua missão, cheguem a experimentar momentos sombrios e dificuldades que se afiguram maiores que as suas forças, lembrem-se sempre: O Espírito de Deus pode fazê-los maiores que a própria pequenez. E esta certeza, seguramente, fará com que a missão de vocês, tão árdua e difícil, transforme-se em beleza e em alegria, a alegria provada diante da experiência da formação de cristãos comprometidos com sua fé, com Cristo, com os valores do Evangelho.

 

Neste Ano Santo da Misericórdia, invoco do Bom Deus, pela intercessão da Virgem Maria, Nossa Senhora das Vitórias, que desçam sobre todos vocês, queridos catequistas, as bênçãos em larguesa e em profusão, a fim de que continuem com fidelidade o anúncio e a vivência da Palavra de Deus, gerando para a Igreja discípulos e discípulas comprometidos com os valores do Evangelho.

 

Dom Luís Gonzaga Silva Pepeu, OFMCap

Arcebispo de Vitória da Conquista

Missa de Ação de Graças pelos 10 anos de ordenação sacerdotal dos padres Edmilson e Irineu

Ontem, segunda-feira, 07 de janeiro de 2016, os padres Irineu Meira (Paróquia Senhor do Bomfim e Santa Rita) e Edmilson dos Santos (reitor do Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora das Vitórias) renderam graças a Deus pelos dez anos de ordenação sacerdotal. Momento vocacional muito forte! Testemunho de coragem e fidelidade ao projeto de Cristo.

Diga você também o seu SIM a Deus. Coragem, Ele te chama!

“Tua voz me fez refleti, deixei tudo pra te seguir, nos teus mares eu quero navegar…”

1º Encontro do Pré-Propedêutico 2016

É com grande alegria que anunciamos a data do primeiro encontro do Pré-Propedêutico de nossa Arquidiocese. O encontro realizar-se-à nos dias 12 e 13 de março no Seminário Propedêutico Bom Pastor em Itapetinga. Se você tem o desejo de ser acompanhado, fazer o seu discernimento com a Arquidiocese, converse com seu pároco e entre em contato conosco!

Tel: (77) 3424-9229

(77) 9 8869-2306

 

Coragem, CRISTO te CHAMA pelo NOME!

Aniversário de Ordenação Episcopal de nosso Arcebispo Dom Luís Pepeu

Hoje, a Igreja Particular de Vitória da Conquista se alegra com o aniversário de ordenação episcopal de nosso pastor Dom Luís Pepeu. Elevemos nossa prece a Deus pedindo que ele continue a guiar os passos do nosso arcebispo, para que ele continue a responder com gratuidade o chamado que Cristo lhe faz.

Bendito Sejais Senhor Deus, pois não abandonas os teus filhos, mas sempre os cerca de carinho e proteção, e lhes envia pastores para conduzi-los no caminho da salvação.

Que bela vocação, doar-se inteiramente a Deus e aos homens!

IMG-20150901-WA0005

OUTUBRO, MÊS MISSIONÁRIO!

NESTE MÊS QUE SOMOS CONVIDADOS A DESPERTAR O NOSSO ARDOR MISSIONÁRIO, PROPOMOS ESTA BELA REFLEXÃO DE DOM HÉLDER CÂMARA PARA REFLETIRMOS:

“Missão é partir, caminhar, deixar tudo, sair de si, quebrar a crosta do egoísmo que nos fecha no nosso Eu. É parar de dar volta ao redor de nós mesmos como se fôssemos o centro do mundo e da vida. É não se deixar bloquear nos problemas do pequeno mundo a que pertencemos: a humanidade é maior. Missão é sempre partir, mas não devorar quilômetros. É, sobretudo abrir-se aos outros como irmãos, descobri-los e encontrá-los. E, se para descobri-los e amá-los, é preciso atravessar os mares e voar lá nos céus, então missão é partir até os confins do mundo.”
Dom Hélder Câmara.

PERMITA-SE OUVIR O CHAMADO DE CRISTO. NÃO TENHAS MEDO DE SAIR DE SI. DECIDA-SE POR JESUS E SUA MISSÃO!

2015-09-30 21.35.15 IMG-20150311-WA0016